O Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida foi elevado neste sábado, 12, à Igreja-Catedral. A transferência do título da Igreja Santo Antônio, em Guaratinguetá (SP), ao Santuário de Aparecida, em Aparecida (SP), foi autorizado pelo Papa Francisco em decreto enviado à Arquidiocese no dia 22 de outubro.

santuario nacional exteriorO decreto foi promulgado por monsenhor Marcel Smejkal, delegado do Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello, durante a Missa das 9h, deste sábado, 12, no Santuário Nacional. A celebração foi presidida pelo Cardeal Raymundo Damasceno de Assis, arcebispo de Aparecida.

Na homilia, Dom Damasceno refletiu sobre o Evangelho da liturgia de hoje (cf. Lc 18,1-8), no qual Jesus convida a confiar na perseverança e oração. A parábola contada por Jesus, por um lado apresenta um juiz duro, que não temia a Deus nem os homens, de outro lado, uma viúva desamparada, que tinha como única força sua perseverança.

Somente depois de ter sido incomodado durante muito tempo e não aguentar mais a importunação daquela mulher, é que aquele juiz desumano, finalmente decidiu fazer-lhe justiça.

“Esta mulher serve de exemplo para nós, devemos aprender dela que é preciso orar sempre, sem nunca perder a confiança, a esperança em Deus, que não deixa de atender seus escolhidos, os que recorrem a Ele. Se um juiz sem escrúpulos acabou ouvindo as questões daquela viúva, quanto mais Deus, misericordioso, escutará a nós seus filhos”, indicou o cardeal.

O cardeal destacou ainda que a Igreja caminha assim com confiança e esperança em Deus, de que Ele jamais falha.



Seu comentário é muito importante para nós