A região é controlada por carteis de droga e os sacerdotes denunciavam a violência

Mais um sacerdote foi encontrado morto no México. O corpo do padre José Alfredo López Guillén, 53, sacerdote da comunidade de Janamuato, no Estado de Michoacán, foi encontrado neste domingo, 25, nas proximidades de sua paróquia, a Santíssima Trinidade. 

Ele havia sido sequestrado na quinta-feira passada. Trata-se do terceiro caso de assassinato de padre no país em uma semana.

Três sacerdotes assassinados

Em 19 de setembro, foi confirmada a morte de dois sacerdotes no Estado de Veracruz:  Padre Alejo Naborí e Padre José Alfredo Jiménez, sequestrados um dia antes. A região é controlada por carteis de droga e os sacerdotes denunciavam a violência.

Somente no período presidencial de Enrique Peña Nieto, iniciado em dezembro de 2012, no México foram assassinados 15 sacerdotes, além de dois leigos engajados nas pastorais. Atualmente, dois sacerdotes estão desaparecidos.  

Apelo do Papa Francisco

No Angelus deste domingo, o Papa Francisco pediu o fim da violência no país.

“Uno-me de bom grado aos Bispos do México em apoiar os esforços da Igreja e da sociedade civil em favor da família e da vida, que neste momento exigem uma atenção pastoral e cultural especial em todo o mundo. E também asseguro a minha oração para o amado povo mexicano, a fim de que cesse a violência que nos últimos dias atingiu também alguns sacerdotes.”