Quando falamos em Maria falamos daquela que primeiro escutou a voz de Deus e se colocou a serviço. Maria é a Serva do Senhor porque se fez pequena, humilde diante do projeto de salvação.  Maria é a mãe de Deus. Este titulo que resume toda a sua realeza e, certamente, é a característica de Maria.

O anúncio a Maria é um fato privilegiado para nossa reflexão cristã. O esperado das nações, o Messias libertador nos vem pelo sim da Virgem Imaculada. Em Maria se cumpre toda a espera da humanidade e seus anseios mais profundos de paz, alegria e verdadeiro amor.

Primeiramente podemos dizer que Maria é a mulher que nos inspira fidelidade e compromisso para com o reino de Deus.  Vai nos dizer o Catecismo da Igreja que "Maria realiza, de modo mais perfeito a obediência da fé. Ela acolhe com o anúncio do Anjo  a promessa  de que a Deus nada é impossível". Maria assume com seu sim toda a dimensão redentora, estando presente nas alegrias da vida de Jesus, sendo intercessora diante das necessidades como nas bodas de Caná, radicalmente aos pés da Cruz .

Outro grande exemplo de Maria é seu silêncio, e diz o evangelho que Ela guardava tudo em seu coração. É o dinamismo de confiar em Deus, sabendo que Ele tudo fará por nós.

Entre tantos Santos e Santas que fizeram experiência Mariana, destaco aqui São Bernardo de Claraval que descreve em seus tratados seu amor e toda uma espiritualidade que nasce da busca de Deus que se revelou em Jesus Cristo nascido de Maria. São Bernardo a contempla no plano da salvação e tem por finalidade demonstrar a importância da devoção que se deve a Mãe de deus para a vida Cristã, sendo não só modelo, mas aquela que convida e impulsiona-nos a sermos fieis em nosso chamado.

Maria é atuante na história e de seu povo que sempre recorre ao seu olhar. Já nos dizia Santo Afonso: "Quem esta perto da mãe não está longe do Filho". Ninguém melhor para interceder junto ao único mediador que temos entre o céu e a terra Jesus Cristo, seu Filho, para as nossas necessidades materiais e espirituais. Como não reconhecer o papel, a importância, e divina contribuição à obra da redenção?

Nós como membros da Igreja de Jesus Cristo, recorremos a sua Santíssima Mãe reconhecendo-a como Mãe e Mestra.

Maria sempre conduziu os povos a Jesus, pois essa é sua especialidade. A sua grande missão é levar todos nós, seus filhos peregrinos neste mundo ao céu. Olhando Maria desejamos chegar onde ela chegou: caminhar sempre com o Senhor e depois estarmos juntos com ele eternamente. Na Sagrada Tradição da Igreja, as invocações a Maria sempre se fizeram presente. Com elas nós vemos as virtudes da Mãe de Deus, que nos convida e motiva a lutar para alcançá-las. Entre tanta multiplicidade de invocações, o objetivo é o mesmo porque a missão de Maria não muda: é Jesus Cristo. Por isso a nossa missão também não muda: imitar Maria e levar Jesus a Todos. Para isso nada melhor do que escutar a Mãe falando de seu filho.

Que sempre escutando a mãe, possamos ser propagadores de sua voz para os povos: "Fazei tudo o que Ele vos disser".

 

Por Irmão Estêvão Harding Mendes Silva, O. Cist Abadia Nossa Senhora de São Bernardo