familiaÉ triste ver que o mundo perdeu o senso do certo e errado, é como se o que é certo estivesse errado e o errado estivesse certo, uma total inversão de valores...

Sentar-se na frente da TV tornou se praticamente impossível, cenas horríveis passam a qualquer horário, cenas estas assistidas pelas nossas crianças, adolescentes e jovens, que muitas vezes não têm a malícia de filtrar tais situações e deixam que todo lixo entre em suas mentes e inconsciente. Lembrando que hoje em dia, a maior parte dos pais trabalha fora e terceirizam a educação para TV e Internet...

Infelizmente aos poucos nossos veículos de comunicação vão deteriorando com as famílias, de tal forma que vamos nos adaptando e nem nos damos conta que estamos aceitando certas situações em nossas casas e na nossa sociedade que não condizem com os pensamentos que um bom Cristão deva ter...

Lembro-me do tempo que as cenas de novela mostravam que dar um beijo era coisa do outro mundo, hoje no primeiro encontro ir para a cama é normal... E o pior que a vida fictícia se torna cada vez mais real na prática...

Certa personagem de novela, tem se mostrado uma mãe indignada com a filha virgem, e nós Cristãos temos conseguido argumentar tal cena com nossos filhos? Ou temos assistido pacificamente junto deles? Percebo que muitas vezes alguns pais em companhia de sua família assistem cenas de troca de casais e torcem por isso, depois como cobrar de nossos filhos a fidelidade e respeito no casamento? Minha gente, isso é muito sério... É preocupante!

Sutilmente tudo isso desestrutura nossas família, que na verdade é o alicerce da nossa Igreja e também da sociedade, de forma que a humanidade perde a base, a referência, o respeito... Quem gosta disso e aplaude de pé, é o demônio, pois ele sabe que esse é o caminho para destruir a humanidade...

Dai vamos ver que uma criança que não desenvolve na escola, um adolescente revoltado, um jovem perdido nas drogas, um marido, ou esposa adúltera, estão cada vez mais comum em nossa sociedade e não se enganem, tais problemas não escolhe raça, classe social, religião... Simplesmente se instala nas famílias, e acaba virando uma bola de neve e reflete na sociedade como um todo, onde filho mata pai, marido mata esposa, madrasta joga criança de janelas, dependência química e assim vai...

Nós, como Cristãos tementes a Deus, não podemos ficar de braços cruzados, precisamos lutar por nossas famílias. Argumentem com seus filhos, selecionem os programas que vocês assistem com eles, veja o que seu filho acessa na Internet, procure ter tempo de qualidade com ele, tenha diálogo em sua casa, valorize as refeições em família e o essencial, fale de Deus com seu filho, dê testemunho com suas ações...

Por Rosângela Almodova, Missionária da Comunidade Deus Proverá

Seu comentário é muito importante para nós