Você está doente?


Existem pessoas no mundo inteiro que sofrem e muitas morrem de uma doença chamada Codependência, sem sequer saber.dependencia afetiva
A codependência é uma doença incurável, mas pode ser estabilizada, desde que haja um controle. Assim como uma pessoa portadora de diabetes controla sua glicose o tempo todo, o codependente deve controlar seu sentimento, comportamentos, pensamentos e atitudes

.
Não é uma doença fácil de ser diagnosticada, mesmo porque seus sintomas se resumem em comportamentos e atitudes estranhas que passamos a ter. É tão sutil que achamos que é normal. No entanto, desencadeia em nossas casas, família, na nossa vida e em pessoas que convivem conosco conseqüências de relacionamentos terríveis que nem sempre damos conta... Não é como o dependente químico que é visível seu vício, que se tiver em recuperação e recair, no mesmo instante tem como perceber... Não! A Codependência é traiçoeira, ela ataca em nosso íntimo, no nosso ponto mais fraco, seja nossa baixa estima, ou nossas carências, ou quem sabe nossa ansiedade...
Além da necessidade de poder estar o tempo todo no controle de tudo, de tal forma que as pessoas a nossa volta sentem-se sufocadas...
Tenho um lema comigo, que o próprio Cristo nos deixou: "Orai e Vigiai!"
Um grupo de apoio como Amor Exigente, Alanon e tantos outros, podem nos ajudar muito, pois não tem como você se controlar e perceber os sintomas da doença sem antes se conhecer. E é incrível; estamos sempre em constante construção. Quando pensamos: "já me conheço", nos surpreendemos... Como nós nos sabotamos, mentimos para nós mesmos e projetamos nas pessoas o que ainda não ficou resolvido dentro de nós...
Esta doença é hereditária, passada de geração em geração. Normalmente nos sentimos atraídos pelos dependentes químicos, pessoas que pensamos poder "cuidar e controlar". É como um desafio; isso inconscientemente nos dá prazer, nos faz sentir a verdadeira vítima em pessoa.
Se não tratada, a Codependência pode nos causar sérias doenças, como o câncer, depressão, gastrite, dentre tantas outras, até nos levar à morte.
Vou deixar aqui algumas perguntas que talvez possam te ajudar a diagnosticar essa doença:
-Perde noites de sono porque seu filho saiu?
-Têm pensamentos compulsivos?
-Quer controlar pessoas, coisas e situações?
-Conhece como ninguém o adicto que mora com você, mas se te perguntarem: "Quem é você?" Vai precisar de dias para responder?
-Sente-se a vítima o tempo todo?
-Tem necessidade das pessoas sentirem pena de você?
-É filho, ou neto de adicto?
-É ansioso?
-Remoe sentimentos?
-Tem baixa-estima?
-Precisa se sentir reconhecido?
Acredite, se você respondeu sim a duas dessas perguntas, precisa de ajuda. A Codependência não tem cura. Precisa ser tratada. E não tem outro jeito... você precisa urgente: encontrar em Deus sua verdadeira razão de viver – o remédio da tua alma!

 

Missionária Rosângela Almodova Cdp,
Assistente Geral e Formadora  da Comunidade Deus Proverá -  
Obra de Evangelização Católica.
E_mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.